jornal o cordovense
Jornal O Cordovense
Pesquisa

JOVEM ARTISTA DE SANTO TIRSO EXPÕE EM LISBOA
Por Luis F. Maia (Leitor do Jornal), em 2013/11/14598 leram | 0 comentários | 90 gostam
12 PEÇAS EM MÁRMORE VÃO SER TRANSFERIDAS PARA LISBOA NA QUINTA-FEIRA,
COM O APOIO DO MUNICÍPIO
É o primeiro artista amador a expor no Museu da Ciência e História Natural, em Lisboa. Nasceu em Santo Tirso, foi estudar Medicina para Lisboa, mas mantém na sua cidade natal o ateliê onde, aos fins de semana, liberta as ansiedades da vida profissional. Aos 24 anos, Francisco Goiana da Silva tem já um currículo invejável. No início do próximo ano vai ser o primeiro e único tirsense e português a participar no Fórum Económico e Social, em Davos, na Suíça. A exposição «Alma» que inaugura sexta-feira, sábado, pelas 18h30, em Lisboa, é apoiada pela Câmara Municipal de Santo Tirso, que garantirá, na quinta-feira, o transporte de 12 peças de mármore até à Capital.

“Um dos deveres do município é apoiar grandes valores da nossa cidade e, por isso, tivemos a maior satisfação em dar condições ao Francisco Goiana da Silva para levar as suas peças de escultura até Lisboa, dado tratar-se de um jovem muito promissor”, revela o presidente da autarquia, Joaquim Couto.

Até porque esta mostra, cujo curador é o reconhecido neurocirurgião João Lobo Antunes, tem um objetivo particular: angariar verbas para a deslocação a Davos. “Há um conjunto de custos associados à minha participação no Fórum Económico e Social. Nesse contexto, decidi organizar esta exposição. A venda das peças permitirá suportar essas despesas”, explica Francisco Goiana da Silva.

A exposição «Alma» será composta por 12 peças em mármore, que representam estados de espírito relacionados com a libertação da vida profissional inerente à atividade médica”, descreve o autor. «Libertação»; «Liberdade», «Intermitências da mente» são alguns dos nomes das esculturas que estarão expostas e à venda no Museu da Ciência e História Natural e que foram «construídas» por Francisco Goiana da Silva nos últimos quatro anos, no ateliê que mantém em Santo Tirso.
 
Com inauguração agendada para sábado, dia 16, pelas 18h30, a exposição estará, depois, patente ao público entre 17 e 23 de novembro, durante o horário normal de funcionamento do Museu (Dias úteis : 10h00 – 17h00, fins de semana: 11h00 – 18h00, encerrado: segunda-feira).


Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe